Projecto do Novo Modelo de Regulação da Operação Ferroviária e de operacionalização do CCO (Centro de Comando e Controlo Operacional) do Caminho de Ferro de Luanda ganho pela Fernave

 

 

 

Na sequência da colaboração prestada pela Fernave para a capacitação técnica on-job e Formação dos colaboradores do CFL, e considerando a necessidade de desenvolver um novo horário para o serviço suburbano e um novo modelo de estrutura operacional de regulação da operação ferroviária para este serviço, o este operador ferroviário angolano adjudicou à Fernave mais um projecto de Consultoria e de Assistência Técnica que abarca três grandes propósitos da vertente da exploração de comboios.

 

A Fernave terá a seu cargo a concepção e implementação de um novo horário para o Serviço Suburbano, a implementação e instalação de um CCO  (Posto de Comando Centralizado) para a gestão e regulação da operação ferroviária do CFL, e o desenvolvimento da eficaz capacitação técnica on-job dos profissionais do CFL na elaboração de horários e marchas de comboios.

 

A Fernave e o CFL, assinaram em Maio de 2011 um Protocolo de Cooperação Comercial e Institucional, no âmbito do qual várias iniciativas têm sido desenvolvidas, nomeadamente a Formação Inicial de 20 Maquinistas para este operador ferroviário Angolano, que terminou no passado mês de Junho, com êxito e grande reconhecimento pelo CFL da competência técnica e know-how da Fernave, consolidando assim a forte presença da Fernave no sector ferroviário angolano.