Seminário “Sector Portuário: Que estratégia? Que modelo? Que investimento?”

 

Realizou-se no dia 18 de Março, em Lisboa, o Seminário “Sector Portuário: Que estratégia? Que modelo? Que investimento?”, realizado pela Fernave. Neste, foram promovidos um debate e partilha de conhecimento, num momento de mudança no sector.

 

Intervieram como oradores: Crespo Carvalho, ISCTE/INDEG; Vítor Caldeirinha, APP; Carlos Vasconcelos, MSC; e Paulo Moutinho Neves, Mota-Engil, tendo a moderação sido conduzida por Fernando Gonçalves, da Transportes & Negócios.

 

Foram diversos os assuntos abordados desde o sistema portuário, à governação do sector e à necessidade de articulação dos diversos actores chave políticos e económicos, de forma a potenciar os nossos serviços e em sintonia com as linhas marítimas internacionais e os grandes armadores, que nos permitam criar escala.

 

Foi ressalvada a importância do documento resultado do Grupo de Trabalho sobre o investimento e as infra-estruturas enquanto linha de fundo de uma estratégia a médio prazo, devendo a diversidade nacional e o perfil especifico de cada porto complementar-se assumindo um papel de melhoria do seu funcionamento, onde a dimensão da qualificação dos recursos humanos e a optimização das infra-estruturas existentes é uma realidade.

 

Estiveram presentes no Seminário cerca de 60 participantes oriundos de diversas empresas, como sejam, CP, REFER, PORLIS, VTM, TCGL, ETE, AETPL, CIMPOR, e das Administrações Portuárias (Leixões, Sines, Lisboa, Setúbal e Sesimbra), e