Transportes: Como internacionalizar, Para Onde e de Que Forma?, por José Manuel Antunes

Salvo raras e honrosas exceções, o sector transportador português não tem sido pródigo em termos de internacionalização, quer da atividade em si, quer do “know-how” associado.

Aparentemente, o acima descrito acaba por ter pouca razão de ser, visto que, por um lado, as reduzidas situações em que tal ocorreu foram, maioritariamente, coroadas de êxito e, por outro, pela tradição dos nossos emigrantes, enquanto empresários da área, nos países de língua portuguesa e na restante diáspora.

 Leia aqui o artigo de José Manuel Antunes na íntegra.