A Companhia Portuguesa de Rating (CPR) já pode exercer a actividade de notação de risco ao abrigo das novas regras comunitárias




A CPR – Companhia Portuguesa de Rating, subsidiária da SAER, empresa participada da Fernave, já pode atribuir rating a dívida de países da União Europeia, podendo fazer notações sobre a dívida soberana de qualquer Estado Membro da União Europeia, ao abrigo das novas regras comunitárias.

 “A CMVM já notificou esta deliberação à Autoridade Europeia dos Mercados de Valores Mobiliários (ESMA), constituída em Janeiro deste ano, a qual centraliza a nível europeu o registo e, que desde 1 de Julho, também a supervisão das agências de rating", refere o comunicado da CMVM.